Advogado preso e agredido dentro de delegacia em Cuiabá representa contra servidor na corregedoria

06/11/2017 – O presidente e o vice-presidente do Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), André Stumpf e Maurício Magalhães Farias Neto, respectivamente, acompanharam o advogado Luciano Rodrigues Dantas à Corregedoria Geral de Polícia Judiciária Civil na última sexta-feira (27), após o profissional sofrer agressões da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERFVA) de Cuiabá.

Dantas foi à DERFVA no início da tarde para entrevistar seu cliente que se encontrava detido na unidade. Ele relata que ao chegar foi impedido de encontra-se com seu cliente e, enquanto aguardava, entrou em um setor administrativo da unidade, onde foi abordado por um policial que o mandou sair do recinto e, diante da recusa justificada pelo seu direito de permanecer, lhe deu voz de prisão.

Em depoimento prestado na Corregedoria, o advogado contou que foi imobilizado e agredido com tapas na cabeça e socos nas costas enquanto era levado à carceragem e chegou a ter sua cabeça prensada contra a parede pelo policial.

O TDP acompanhou o caso e está adotando as providências cabíveis frente à violação das prerrogativas do profissional. Nos próximos dias a OAB-MT deve voltar a discutir com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) a garantia das prerrogativas da advocacia.

Ainda, conforme o presidente do TDP, será solicitado o afastamento cautelar do policial junto à Corregedoria. O servidor será representado criminalmente por abuso de autoridade e lesão corporal.

A ação do TDP também contou com a participação dos membros Gilberto Scheir e Alex Salvatierra.

premium

Ler Anterior

CAA/MT e OAB-MT esclarecem direitos a pacientes com câncer de mama

Leia em seguida

Reforma política pelo voto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *