Desembargador Orlando Perri é afastado das investigações dos grampos em mT

24/10/2017 – O ministro do STJ Mauro Campbell retirou das mãos do desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) a relatoria da “Grampolândia Pantaneira”. Assim, ficará responsável por seis inquéritos sobre o caso, incluindo os próximos que poderão surgir.

O Ministro do Superior Tribunal de Justiça fez questão de esclarecer que qualquer outro procedimento investigatório instaurado para investigar interceptações ilegais em mato grosso deve ser remetido imediatamente a sua relatoria. O sigilo dos autos também foi determinado.

A delegada  Ana Cristina Feldner e Flavio Stringueta aguardam a decisão do ministro para saber se as investigações continuarão com a Polícia Judiciária Civil ou irão para Brasília, já que alguns dos investigados possuem prerrogativa de foro privilegiado. A decisão foi embasada no pedido do governador Pedro Taques (PSDB), que ingressou com petição perante ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A portaria que designava os dois policiais para investigar o caso já foi revogada.

“Nós estávamos em um bom momento para começar a produzir informações que estavam ocultas no inquérito anteriormente. Os presos estavam começando a ver que a única forma de se ajudar era falando a verdade, infelizmente houve essa paralisação”, relata o delegado Stringueta.

premium

Ler Anterior

TJ ameaça inclusive intervenção no Estado pelo não repasse integral do duodécimo

Leia em seguida

Secretário de Governo do Estado não descarta atraso de salário de servidores em novembro

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *