31/07/2015 – Vereador denuncia aquisição de medicamentos sem nota fiscal

O vereador Fábio Saad (PTC), subiu o “tom” durante questionamentos do secretário de Saúde de Várzea Grande, durante o inicio da noite desta quarta-feira (29), na Câmara Municipal e denunciou que a atual administração adquiriu mais de R$ 900 mil em medicamentos e materiais médicos hospitalares sem nota fiscal, o que configura crime.

Ao invés de receber explicações por parte do secretário, Saad denunciou que os documentos encaminhados pela secretaria municipal de Saúde em atendimento ao seu requerimento, não registraram a compra dos medicamentos amplamente divulgado na imprensa por Cassius e pelo ex-senador Jaime Campos, esposo da prefeita Lucimar Campos (DEM).

O município fez uma Ata de Registro de Preços para equipamentos e insumos médicos, num montante que chega aos R$ 14 milhões, porém, antes do certame, a secretaria abasteceu o Pronto-Socorro e as unidades de Saúde com remédios, sem comprovação de sua origem.

Dessa feita, o secretário foi interpelado e cobrado pelo vereador para responder aos requerimentos encaminhados ao setor que ainda não foram respondidos.

“Quero saber por que até agora o senhor, sabendo dos prazos regimentais não conseguiu comprovar através de relatórios e notas a entrada e saída de remédios nas unidades de Saúde”. Fonte Câmara VG

premium

Ler Anterior

> Advocacia pode se inscrever em curso de Direito de Família

Leia em seguida

> Saúde promove ações de incentivo ao aleitamento materno

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *