30/06/2015 – Sndicato SINDPSS denuncia situação de risco de morte para os servidores

Diante da situação alarmante e precária da unidade de internação de Rondonópolis, a qual encontra-se com sua capacidade de internados no limite máximo, o Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (SINDPSS) confeccionou um documento relatando as condições de trabalho dos servidores.

De acordo com o presidente do sindicato, Paulo César de Souza, o documento foi encaminhado ao secretário adjunto de justiça e Direitos Humanos do Estado e também a Superintendência do Sistema Socioeducativo.

“Estamos aguardando uma solução emergencial dos responsáveis tanto pela secretaria adjunta quanto da superintendência, tendo em vista a situação de risco de morte em que se encontram os servidores dessa unidade”, informou Paulo, explicando que a unidade de Rondonópolis está superlotada, e que tanto os agentes socioeducativos e seus internos estão correndo graves riscos de morte.

Segundo ainda o presidente do SINDPSS, não é de hoje que o sindicato vem buscando resolver o problema e relatando a situação da unidade.

“Recentemente, por exemplo, infelizmente, a vida de um desses internos foi ceifada em função desse problema e a necessidade de servidores para a unidade é emergencial, não podendo mais perdurar por mais tempo, sob pena de agravamento da situação”, contou ele.

CONTRATAÇÃO SINOP – Paulo relatou ainda, que o sindicato foi informado há alguns meses que seria efetivada a contratação em caráter de urgência de servidores para suprir a necessidade da unidade de Sinop, que também vivencia tal situação.

“Com esse intuito, estamos buscando que seja efetivada a autorização para contratação de servidores para a unidade de Rondonópolis também, tendo em vista, de que o problema das unidades é o mesmo e o perigo em que os servidores das duas unidades correm não deve mais perdurar e para isso, vamos buscar junto aos responsáveis a solução desse problema o mais rápido possível, para que o Estado não seja responsabilizado por qualquer outro incidente que venha a acontecer dentro dessas unidades”, finalizou Paulo. Por Nelli Ferraz Assessoria de Imprensa/SINDPSS

premium

Ler Anterior

30/06/2015 – Produtividade do Judiciário brasileiro diminui e atrasos aumentam, diz estudo

Leia em seguida

Portaria transfere para 14 de agosto o feriado alusivo à criação dos cursos jurídicos no Brasil

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *