30/04/2016 – Pleno elege juiz membro Paulo Sodré como diretor da Escola Judiciária Eleitoral

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, na sessão plenária desta sexta-feira (29/04) elegeu o juiz membro Paulo Cézar Alves Sodré para atuar como diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE) e o juiz membro Ricardo Gomes de Almeida para o posto de vice-diretor.

O cargo de diretor da Escola Judiciária Eleitoral está vago desde março deste ano, quando terminou o biênio do juiz membro Lídio Modesto da Silva Filho. Atualmente ocupa o cargo de vice-diretor o juiz membro Paulo Cézar Alves Sodré.

Compete ao Pleno escolher, dentre os seus membros (titulares ou substitutos) o diretor da EJE, conforme determina o art. 4º, § 4º, do Regimento Interno do TRE-MT. A escolha deve recair, preferencialmente, no membro com experiência acadêmica, para mandato de dois anos ou até o término de seu biênio.

A presidente do TRE-MT, desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas, sugeriu o juiz membro Paulo Sodré para ocupar o cargo de diretor da EJE.

“Com o término do biênio do Doutor Lídio Modesto da Silva Filho, ouso sugerir que o atual vice-diretor, Doutor Paulo Cézar Alves Sodré, passe a ocupar o cargo de diretor em questão, haja vista constituir-se, segundo penso e de acordo com sua experiência adquirida, no mais capacitado para tanto, sem demérito de qualquer outro membro, por decorrência da afinidade com a aludida área de atuação, conquanto no cargo de vice-diretor, por certo, acompanhou a rotina de trabalho e pôde contribuir para o fiel cumprimento da finalidade institucional daquela unidade, então sob o comando do Doutor Lídio”.

Para ocupar o cargo de vice-diretor, a desembargadora sugeriu o nome do juiz membro Ricardo Gomes de Almeida. “Vislumbro na pessoa do doutor Ricardo a capacidade e os demais atributos que são exigidos para substituir o atual ocupante daquela também importante função. Faço essa indicação sem qualquer juízo de desmerecimento quanto aos demais membros, pois todos que aqui atuam reúnem as condições necessárias para muito bem desempenhar as honrosas atribuições de nossa gloriosa e atuante EJE”.

As duas indicações sugeridas pela presidente do TRE-MT foram acolhidas pelo Pleno.

premium

Ler Anterior

> PJe: data de instalação em VG e Cuiabá é alterada

Leia em seguida

30/04/2016- Eleitores com deficiência tem até 4 de maio para informar a Justiça Eleitoral

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *