• 18 de setembro de 2021

25/08/2015 – Cláudia Aquino se licencia do cargo de vice-presidente

A advogada Cláudia Aquino protocolou, na última segunda-feira (24), pedido de desincompatibilização do cargo de vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT).

Ela se licenciou do cargo em razão de figurar como pré-candidata à presidência da entidade.

Segundo Aquino, a decisão de se desincompatibilizar ocorreu logo após o anúncio feito pelo atual presidente Maurício Aude, no domingo (23), que declarou apoio à sua pré-candidatura.

O principal motivo da iniciativa, conforme a própria, é de evitar a desigualdade entre os candidatos na campanha classista.

“Eu entendo que nós devemos ter igualdade de oportunidades na disputa, pelo princípio da isonomia e da igualdade”, justificou.

Cláudia Aquino ainda reiterou, sem citar nomes, que espera a mesma iniciativa dos outros pré-candidatos que atuam junto à atual gestão da entidade.

Até o momento, dois integrantes do atual grupo que dirige a OAB-MT já se colocaram-na disputa: o presidente da Caixa de Assistência (CAA-MT), Leonardo Campos, o “Léo Capataz”, e o conselheiro estadual e presidente da Comissão de Saúde da Ordem, Fábio Capilé.

“Existe uma cobrança da própria sociedade quando falamos de política partidária, e a OAB pode ser exemplo, queremos dar o exemplo, é mais um motivo. No meu ponto de vista, eu entendo que deve haver a desincompatibilização, mas isso vai do entendimento de cada um”, opinou Cláudia Aquino.

Racha na Ordem

Aquino admitiu que houve tentativas de unir as pré-candidaturas dela, de Leonardo Campos e de Fábio Capilé.

Porém, a união não foi conseguida, de acordo com ela, em razão de divergência de ideias, propostas e até de nomes para integrar os grupos.

“Nós não tivemos uma convergência nesse sentido. Temos algumas questões envolvendo nomes, mas, principalmente, não houve uma concordância de ideias”, declarou Aquino. Por LUCAS RODRIGUES E REDAÇÃO JA

premium

Ler Anterior

> Atenção eleitores de Sinop: biometria com agendamento começa na quinta-feira

Leia em seguida

25/08/2015 – Desembargador nega liberdade para ex-primeira-dama

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *