• 18 de setembro de 2021

23/03/2016- CUIABÁ : Licença maternidade deve ser estendida

O vereador da saúde, Paulo Araújo (PP), apresentou em sessão plenária, na manhã desta terça-feira (22), na Câmara de Cuiabá, proposta que sugere a alteração da Lei número 11.770/08, que trata especificamente da licença maternidade para que em caso de nascimento prematuro, seja estendido de 120 para 180 dias.

Segundo o progressista, o período é correspondente aos dias faltantes para que se complete 37 semanas de gestão, tempo suficiente para recuperação do bebe prematuro. “A concessão da licença maternidade pretende contemplar tanto a mãe quanto o recém-nascido, onde ambos passam por um longo processo de adaptação”, explicou ele.

Na justificativa do projeto, o parlamentar observa que o bebê prematuro ou pré-termo nasce com idade gestacional menor que 37 semanas, sendo que existe ainda a imaturidade extrema para aqueles nascidos com menos de 28 semanas de gestação.

Conforme Araújo, este tipo de nascimento apresenta-se como traumático para a mãe e para o bebê, pois, de acordo com estudos levantados, a mãe prematura pode não estar pronta para assumir o estado particular da chamada “Preocupação Materna Primária”. O bebê, por sua vez, tem necessidades fisiológicas e demandas psíquicas, que não podem ser resolvidas apenas pelo calor da estufa.

“Com essa proposta vamos amenizar os impactos traumáticos do nascimento prematuro em mãe e filho, fazendo com que a licença maternidade passe a ser contada a partir do período correspondente aos dias faltantes para se completar a trigésima sétima semana de gestação”.

Da Assessoria
Foto Reprodução Google

premium

Ler Anterior

22/03/2016 – Wadih Damous pede desculpas por ofensas à OAB

Leia em seguida

23/02/2016 – Teori determina que juiz Moro envie investigação sobre Lula para o STF

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *