21/03/2016 -Ministério Público Federal investiga qualidade do curso de Direito do Unirondon

O Ministério Público Federal em Mato Grosso instaurou inquérito civil para “fiscalizar supostas irregularidades perpetradas” pelo Centro Universitário Unirondon na implantação de aulas interativas (online) no curso de Direito.

A portaria que iniciou procedimento investigatório foi assinada no dia 2 de março pelo procurador da República Gustavo Nogami. Conforme os autos, existe a suspeita de que a instituição de ensino esteja aplicando indevidamente disciplinas na modalidade semi-presencial.

Em janeiro, acadêmicos das universidades particulares Unirondon e Unic (Beira-Rio, Pantanal e Barão) realizaram manifestação na avenida Beira Rio, em Cuiabá, protestando contra o grupo Kroton, que administra as referidas unidades de ensino.

“Nós alunos estamos lutando e vamos continuar por uma educação de qualidade para todo o universo acadêmico. A nossa luta é em benefício de todos os cursos não apenas do curso de Direito”, enfatizou Pedro Patocino, um dos organizadores da manifestação.

Em novembro de 2015, no Ministério Público Estadual (MPE), o promotor de Justiça Henrique Schneider Neto instaurou inquérito para examinar a disciplina de “Direito Empresarial”, ofertada pela Unirondon, campus Avenida Beira Rio, e que estaria sendo promovida apenas na sua forma online, ao invés de presencial.

POR Arthur Santos da Silva

premium

Ler Anterior

> Justiça Comunitária mobiliza população de Jaciara

Leia em seguida

21/03/2016 – Projeto visa acabar com vazamento seletivo à imprensa de delações e processos judiciais

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *