20/10/2015 – Concurso público do TRE-MT exige conhecimentos da minirreforma eleitoral de 2015

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) chama a atenção a todos os interessados em participar do concurso público 2015 para a recente aprovação da Lei nº 13.165/15, conhecida como minirreforma eleitoral. O conteúdo fará parte do conhecimento específico exigido para os cargos de Analista Judiciário da área administrativa, Analista Judiciário da área judiciária, e Técnico Judiciário da área administrativa. A obrigatoriedade do conteúdo está disciplinado no Anexo 3 do edital do concurso.

O encerramento das inscrições do certame seguem até às 23h59 desta quarta-feira (21.10). Os interessados devem acessar o site do  Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (http://www.cespe.unb.br/concursos/TRE_MT_15/) e realizar sua inscrição.

Estão sendo ofertadas 12 vagas para preenchimento imediato e ainda existe a formação de cadastro de reserva. As provas serão realizadas no dia 13 de dezembro.

A taxa de inscrição para concorrer às vagas de analista judiciário é de R$ 90. Já para se inscrever a uma vaga do cargo de técnico judiciário, a taxa foi fixada no valor de R$ 70.

A jornada semanal de trabalho é de 40 horas e a remuneração mensal alcança os R$ 8.803,97 para o cargo de analista judiciário, e R$ 5.365,92 para o cargo de técnico judiciário. Os valores são referentes ao início da carreira.

Pela primeira vez na história do TRE-MT, as provas serão aplicadas de forma descentralizada. Os concorrentes poderão realizar as provas em Barra do Garças, Sinop ou Cuiabá. Contudo, os aprovados para o interior do Estado poderão ser designados para outros municípios. A descentralização das provas visa trazer maior comodidade aos concorrentes, que não precisam mais se deslocar à capital para se submeter ao exame de seleção.

Estão abertas as seguintes vagas para chamamento imediato: quatro vagas para o cargo de analista judiciário da área jurídica, formação exigida em Direito, lotação no Interior do Estado; cinco vagas para técnico judiciário, nível médio como formação exigida, também com lotação no interior; três vagas para técnico especializado em programação de sistemas, com formação exigida de nível médio acrescido de cursos que totalizem 180h na área de desenvolvimento ou programação de sistemas, lotação na sede administrativa. POR TRE-MT

 

 

premium

Ler Anterior

> Cartório eleitoral realiza mutirão em distrito de Vale de São Domingos

Leia em seguida

20/10/2015 – Partes tem 48 horas para se manifestar no processo de Barranco; acompanhe o andamento do processo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *