20/05/2016 – Novo CPC em vigor Condomínio ganha força para recebe taxas após protestar nome de devedores

Com o advento do novo Código de Processo Civil, em vigor há dois meses, o protesto de títulos ganhou mais visibilidade e força. Agora, credores têm a oportunidade de receber dos devedores valores em até três dias úteis, justamente o que aconteceu com um condomínio de luxo de Belo Horizonte.

Em entrevista veiculada no Jornal Nacional nesta semana, o síndico Daniel Nahas informou que está conseguindo resolver pendências sem precisar ingressar com ações na justiça. Como? Ele manda a dívida para protesto em cartório e o nome do devedor é encaminhado aos órgãos de proteção ao crédito. “Em um caso tivemos o retorno imediato do inadimplente, que cumpriu 100% com a dívida que estava em questão. Ele nos procurou propondo um acordo para parcelamento da dívida e automaticamente o cumprimento das parcelas vincendas”, afirmou.

Protesto de condomínio em MT

Em Mato Grosso, esse trabalho de protesto de documentos de dívida de condomínios é facilitado pelo Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT), que representa os 79 cartórios de protesto de todo o Estado. A presidente, Velenice Dias de Almeida e Lima, afirmou que o protesto de títulos “é, definitivamente, a melhor solução a ser tomada pelos credores. Todo o procedimento é muito rápido e menos oneroso para o credor que a via judicial, uma vez que os emolumentos ficam por conta do devedor”.

Velenice Lima acrescentou que o protesto de cotas condominiais tende a crescer em todo o país e, em Mato Grosso, reuniões com síndicos e administradores de condomínios já estão sendo feitas pela diretoria do IEPTB-MT com o objetivo de firmar convênios.

“Já visitamos alguns condomínios, apresentamos aos síndicos as vantagens do protesto de títulos, e vamos aguardar o retorno. O protesto de títulos é a melhor ferramenta para os credores recuperarem créditos e também permite aos devedores terem ciência da existência de uma dívida. Assim que recebem a intimação do cartório, os devedores têm até três dias úteis para pagarem ou negociarem a dívida com o credor antes de terem suas dívidas protestadas e os nomes negativados”, explicou a presidente do IEPTB-MT.

Curso de protesto

Neste sábado (21 de maio), Velenice Lima vai ministrar o curso “Protesto Extrajudicial no novo CPC”, das 9h às 17h, na sede da Anoreg-MT, em Cuiabá. O público alvo é notários, registradores, contadores, advogados, administradores, empresas de cobrança, entre outros profissionais.

Valores

Para Serventias associadas: R$ 200 por pessoa.
Para Institutos membros com parceria – IEPTB-MT; ESA, IBDFAM e Fundação da Escola Superior do Ministério Público: R$ 200 por pessoa.
Para Serventias não associadas: R$ 350 por pessoa.

As vagas são limitadas. Clique aqui para inscrições.
http://www.anoregmt.org.br/portal/evento,74.html

Da Redação Luiz Gustavo

premium

Ler Anterior

20/05/2016 – “Onde voto?” aplicativo do TRE-MT é finalista de concurso

Leia em seguida

20/05/2016 – Acordo com uma boa proposta resolve dívida de nove anos

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *