18/09/2015 – Desembargadora questiona aberração nos ônibus de Cuiabá

A desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas, atual presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, fez um intrigante questionamento pelo Facebook.

 

Presidente do TRE-MT, desembargadora Maria Helena Póvoas

A magistrada não entende como a legislação proíbe que motoristas falem ao celular enquanto dirigem, enquanto motoristas de ônibus são obrigados a trabalharem, também, como cobradores.

 

A resposta é muito simples. A aberração que existe em Cuiabá é fruto da omissão da Prefeitura de Cuiabá, sob a gestão do empresário Mauro Mendes, que mantém relações estreitas com empresários do transporte público. E, ao contrário, do que prometido na campanha eleitoral, não realizou nenhuma melhoria – o serviço só piorou – e, principalmente, não fez a licitação das linhas, como também prometido.

 

Ou seja, Cuiabá continua nas mãos das mesmas figurinhas. Só mudaram os atores, por enquanto…POR ALEXANDRE APRÁ

premium

Ler Anterior

18/09/2015 – Gravação de Machado mostra independência do MP; objetivo de divulgação seria suspeição

Leia em seguida

ANCIOSOS PARA O DIA DO SIM

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *