07/07/2015 – OABMT mantém contato com profissionais para informar débitos

A OABMT, por meio de uma equipe de colaboradores, mantém contato com advogados e advogadas do Estado que contêm possíveis débitos registrados em seu nome referentes a anuidades. O serviço é realizado por e-mail que informa a pendência em seu cadastro e a possibilidade de negociação para quitação dos valores devidos.

 

“Informações adicionais poderão ser obtidas por telefone, e-mail ou presencialmente na sede da OABMT. Caso o pagamento já tenha sido efetuado, por gentileza, desconsidere esta mensagem”, destaca o texto enviado. Todas as mensagens são enviadas de endereços eletrônicos corporativos (@oabmt.org.br) e, em caso de dúvidas em relação à autenticidade das mesmas, deve-se entrar em contato com a Seccional pelo telefone (65) 3613-0900.

 

O diretor tesoureiro da OABMT, Cleverson de Figueiredo Pintel, ressalta a importância dos profissionais manterem a anuidade em dia para se beneficiarem dos diversos serviços oferecidos à advocacia mato-grossense. “Estamos promovendo uma ampla atualização do sistema de informática da OAB e investindo em um sistema para automatizar a tramitação dos processos junto à Ordem e Tribunal de Ética e Disciplina e Conselho Seccional. Também temos investido em reforma de salas da Ordem em diversas subseções e em Cuiabá, além de contribuir para a construção e reforma de sedes de subseções de forma a oferecer melhores estruturas para os advogados e advogadas de todo o Estado. Isso sem falar nos benefícios oferecidos por meio da Escola Superior de Advocacia com cursos e palestras e da Caixa de Assistência dos Advogados que mantém inúmeros convênios”, pontuou.

 

A OABMT também oferece serviços gratuitos aos profissionais adimplentes como Cálculos de Atualização Monetária do Debit e acompanhamento de publicações dos tribunais por meio do Advise Liber. Estes e outros estão disponíveis no link “Serviços Online”. Assessoria de Imprensa OAB/MT

premium

Ler Anterior

> AL promove solenidade pela inauguração do Shopping Popular de Cuiabá

Leia em seguida

> População várzea-grandense debate “crimes ambientais”

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.