03/06/2016 – Meio Ambiente: Fórum tem projeto de reutilização de água

old rusty tap leaking water

Neste domingo (05 de junho) é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Para mostrar que está ao alcance de todos realizar ações sustentáveis que visam a preservação ambiental, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) desenvolve um projeto de reutilização de água no Fórum de Cuiabá e que tem gerado uma economia de 1.200 litros por dia.

Segundo a juíza diretora do Fórum de Cuiabá, Edleuza Zorgetti Monteiro da Silva, o objetivo principal do projeto é dar uma nova destinação ao um bem tão precioso quanto a água. “Esse projeto de reuso da água é inédito no Judiciário de Mato Grosso. Além de preservar os recursos naturais que já são tão escassos, também traz economia de custos ao Poder Judiciário. Hoje, a reutilização é feita apenas para o uso do jardim, mas já estamos trabalhando para utilizar também para a limpeza e outros fins”, explicou.

Ademar Pereira da Silva faz parte da comissão de racionalização do Fórum de Cuiabá, que é responsável pela manutenção do projeto. Segundo ele, o papel da comissão é controlar os custos de energia elétrica, água e telefonia fixa do Poder Judiciário, por meio da análise detalhada dos consumos e custos, bem como da adequação de contratos.

“A comissão é uma sugestão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o TJMT foi um dos tribunais que acatou e saiu na frente. Esta comissão é composta por três membros técnicos, que tem como função analisar cada conta que chega ao Poder Judiciário. Este ano, por exemplo, tivemos a adequação de 17 contratos da Rede Cemat. O ajustamento desses contratos vai nos permitir fazer uma economia de mais ou menos R$ 500 mil ao ano”, contou.

Ele chamou atenção para os resultados que vêm sendo obtidos com a economia. “No ano passado houve uma economia de 5% de água, energia e telefone. Essa economia se deve ao controle e análise das contas. A função da comissão é que o Tribunal funcione a todo vapor, mas com a racionalização de energia, água e telefone”, salientou.

Funcionamento

Mas, de que forma é feito o reaproveitamento da água? A agua passa por um processo de purificação na estação de tratamento de esgoto que foi construído no interior da unidade judiciária. Na estação, um reator biodigestor faz a primeira limpeza da água, retirando aproximadamente 70% das impurezas. Depois, o líquido passa por uma higienização mais fina, retirando o odor, ele então é bombeada para outro tanque, onde recebe cloro e passa por um filtro de areia. E, por fim, é feita uma última filtragem antes de chegar ao reservatório.

“Dos 2.200 litros consumidos todos os dias no fórum, 1.200 mil litros são reutilizados na irrigação das áreas verdes, garantindo uma economia de cerca de R$ 1.000,00 por dia, além da diminuição do impacto ambiental”, destacou a juíza diretora do Fórum.

O que mais é feito?

Ademar adianta ainda que o fórum possui uma série de projetos em andamento neste sentido. “Estamos iniciando uma parceria junto a empresa Energisa para a implantação de placas solares no fórum de Cuiabá. Mas, ainda está sob estudo. Também estamos adequando normatizações para o uso consciente do telefone. A ideia é que cada servidor tenha uma senha ligada a sua matrícula, onde será possível tirar relatórios de uso quando necessário. Para este ano, a meta de energia elétrica é uma economia de 6%. Já telefone e água, a meta será maior. A nossa intenção é valorizar o consumo com coerência”, disse.

Da Reportagem ;Mariana Vianna/Redação Luiz Augusto
Foto Divulgação

premium

Ler Anterior

03/06/2016 – Futuros candidatos devem acessar o Filiaweb para saber se devem multas eleitorais

Leia em seguida

03/06/2016 – Assinatura de termo aditivo reduz dívida da prefeitura de Várzea Grande com a União em 92%

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *