• 18 de setembro de 2021

01/03/2016- Limite do PAP 16/17 deveria ser de R$ 2,4 mi para atender demanda do produtor de Mato Grosso

O valor limite do crédito individual do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2016/2017 deveria ser no mínimo de R$ 2,4 milhões para atender a demanda do produtor mato-grossense. Hoje, o limite individual de crédito é de R$ 1,2 milhão por CPF permitindo apenas o custeio de menos da metade dos gastos operacionais. Plano Safra 2016/2017 deve ser anunciado entre maio e junho.

A necessidade mínima de R$ 2,4 milhões para atender as demandas da safra consta em estudo realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O estudo visa a abrangência de uma parcela maior de produtores do estado.

Leia mais:
Agropecuária puxa saldo de 6,9 mil postos de trabalho gerados em Mato Grosso

O valor será uma das propostas a serem apresentadas pela Federação da Agricultura e Pecuária (Famato) nesta semana com representantes do setor agropecuário brasileiro. Uma reunião ocorre nesta terça-feira, 1º de março, na Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), promovida pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

A intenção da CNA é discutir ações prioritárias e estratégias que viabilizem instrumentos adequados para a política agropecuária às particularidades de cada região.

Já nos dias 03 e 04, a Federação mato-grossense participa do Seminário Preparatório para o Plano Safra 2016/2017, promovido pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), com apoio do Instituto Pensar Agropecuária. Na ocasião serão identificadas as linhas que poderão ser desenvolvidas por entidades de classe do agronegócio, governo, agentes financeiros, seguradoras, especialistas em política agrícola e entidades conexas para a elaboração de uma proposta de Plano-Safra melhor coordenada entre o setor privado.

De acordo com a Famato, além de participar de tais reuniões, a entidade, juntamente com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), encaminhará ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) as propostas especificas de Mato Grosso.

“Todos os anos o Imea prepara estudos para subsidiar nossos pedidos ao Mapa. O aumento do limite de crédito e a manutenção das linhas de crédito do plano vigente estão entre as solicitações que faremos”, explica a analista de Agricultura da Famato Karine Machado.

Conforme dados dos Imea, os recursos federais do Pap representaram na safra de soja 2015/2016 15% do custeio em Mato Grosso, R$ 2,4 bilhões do total de R$ 16,16 bilhões investidos na safra atual.

O valor, apontam os dados do Instituto, é baixo se comparado com as demais forntes de financiamento. Os recursos disponibilizados pelas multinacionais e revendas de grãos e fertilizantes, por exemplo, representaram 34% do valor do custeio do ciclo atual da soja.

premium

Ler Anterior

01/02/2016 – Mensagem de texto aponta possível chantagem de advogado sobre deputado estadual

Leia em seguida

02/03/2016 – Quatro Varas de Cáceres recebem PJe

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *